Blog de Música
15 de Outubro de 2008

Fonte: Diário de Notícias da Madeira, 13-10-2008
Manuel Pestana, com 69 anos, vive em São Vicente e foi uma das muitas pessoas que ontem se deslocaram à Ribeira Brava, para assistir ao XXV Encontro Regional de Bandas Filarmónicas. "É a primeira vez que vejo o encontro e as bandas são muito importantes na nossa cultura", declarou.

Um aspecto que Francisco Fernandes, secretário regional da Educação Cultura, na abertura do espectáculo na marginal da Ribeira Brava, referiu: "As bandas filarmónicas representam uma expressão cultural que diz muito às pessoas".

O governante aludiu ainda à "integração cada vez maior de jovens músicos nas bandas". Ora um dos exemplos é Hernâni Gonçalves, com 17 anos, que integra a Banda Paroquial de São Lourenço , da Camacha: "Comecei por curiosidade há três anos e gostei", começou por dizer.

"Penso que é uma boa forma para nos iniciarmos na música" acrescentou. E sobre a crise que atinge as filarmónicas foi claro: "Acho que não há muitas bandas que aguentem as dificuldades".

Curiosamente Cátia Macedo, também de 17 anos, faz parte da Banda Distrital do Funchal 'Guerrilhas', uma formação que está a passar por momentos complicados como o DIÁRIO fez saber.

"Faço parte da banda desde os 11 anos e gosto muito de música e espero que seja um meio de ajudar a trazer mais elementos novos".

Já sobre a situação que 'vive' a Banda Distrital do Funchal a clarinetista mostrou-se confiante no que respeita ao futuro. Por seu lado Diana Ornelas, com 16 anos, já fez parte da Banda Recreio Camponês : "Tive de desistir por falta de tempo, mas tenho lá o meu irmão", atirou.

Agora como espectadora do XXV Encontro Regional de Bandas Filarmónicas destacou a importância do espectáculo: "Trata-se de uma iniciativa fundamental para divulgar o trabalho que estes grupos fazem".

Também as palavras de Sofia Camacho, com 18 anos, afinaram pela mesma diapasão: "O Encontro é uma forma de projectar o trabalho das bandas que não tem tido grande repercussão".

Cristina Nunes, com 40 anos, é maestrina na Banda Municipal de Santa Cruz e ontem foi a única mulher a dirigir uma filarmónica. "Os meus conhecimentos têm contribuído para que a banda melhore bem como a escola de formação que coordeno". "Há 25 anos que faço parte da banda, sinto-me em casa (...) mas os responsáveis devem pensar mais nestes grupos", concluiu.

Novidade no Evento
Pela primeira vez marcou presença no Encontro Regional de Bandas, uma empresa continental de venda e reparação de instrumentos que foi visitada pelos elementos das bandas que actuaram na Ribeira Brava. "Queremos reduzir a distância com os músicos madeirenses porque vemos que utilizam instrumentos antigos e cá estamos com marcas alternativas" declarou João Paulo o representante da firma.

Estas imagens foram transmitidas no Telejornal da RTP Madeira.

publicado por Correcaminhos às 12:07
Pesquisa no Blog
 
Quem Somos
CORRECAMINHOS
Blog de Música
email: correcaminhos@sapo.pt
criado em 12 de Julho de 2005
Funchal, Madeira, PORTUGAL
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
últ. comentários
Tracey Ullman, no ano de 1984.
Tive uma banda de punk rock na adolescência, adora...
Ei! Preste atenção, o que você diz ser música na v...
Boa noite, o meu filho participou no casting de Ma...
Há muitos países na Eurovisão que nem sabem que Po...
Posts mais comentados
8 comentários
8 comentários
6 comentários
6 comentários