Blog de Música
01 de Setembro de 2005

000061tp 

Comprei um disco há dias e no seu interior pode ler-se: "Por favor não publique o conteúdo deste disco na Internet".
Fiquei a pensar e resolvi escrever alguma coisa sobre o assunto.
A Internet tem apenas 10 anos e está a evoluir vertiginosamente. Eu não vejo a Internet como um mal no seu todo, apesar das preocupações fundamentadas de alguns músicos, e do facto de algumas lojas de vender CDs estarem a fechar, com todo o drama que isso acarreta aos seus intervenientes.
Recuo um pouco no tempo para me lembrar do que se passou com a chegada da televisão; as grandes salas de cinema tiveram de fechar, mas Hollywood seguiu o princípio de que se não podes vencê-los, junta-te a eles.
Hoje a televisão tem canais dedicados ao cinema e continua a haver salas de cinema, agora adaptadas às circunstâncias. Eu já não posso ir ao Monumental ver um filme de 70 mm, mas posso ver o Porto ser campeão do mundo em directo, a cores, de graça, ali no Café da esquina.
Há leis universais que não se pode mudar; eu hoje sou muito mais velho do que era há trinta anos e não pude fazer nada contra isso; apenas posso procurar adaptar-me o melhor possível.
Uma das noções mais importantes da Análise Económica, é a de que a procura do proveito próprio por parte das pessoas, não só pode ser compatível com objectivos sociais alargados, como até exigida por esses mesmos objectivos (Mão Invisível de Adam Smith).
Alguns países, Europa e Estados Unidos principalmente, procuram legislação adequada sobre conteúdo difamatório ou degradante e sobre direitos de autor - respeito pela propriedade intelectual, mas enquanto a Europa se inclina para o interesse público, a América opta pelo interesse privado; mais difícil é a clivagem existente entre as culturas ocidentais e orientais.
No que me diz respeito (não publiquei as músicas do disco) procuro não fazer aos outros o que não gostaria que fizessem a mim, fazendo o mesmo que vi outros fazerem com sucesso e aceitação. Eu sei que os barcos ficam mais seguros no porto, mas não foi para ficarem no porto que se fizeram os barcos (William Shedd).
Foi a Internet que me fez regressar à música como passatempo, fazendo com que eu nos últimos 4 anos tivesse gasto algum dinheiro em discos, livros, concertos e aulas de música.
Não vou esquecer que foram os avanços tecnológicos como o microfone, o gira-discos, os altifalantes, os instrumentos electrónicos, que estiveram na base dos elevados rendimentos auferidos por músicos de craveira internacional, que nada têm a ver com o teatro de Ópera. Alguns sites que anteriormente proporcionavam downloads gratuitos, estão agora a pedir 1 euro por música, o que mostra que as editoras podem num futuro próximo multiplicar as suas vendas, recuperando da crise actual.
O facto de haver ainda sites com downloads gratuitos é um pau de dois bicos. As pessoas vão se adaptando, criando hábitos, mas há ainda problemas por resolver, como por exemplo os sistemas de pagamento e envio; ainda não se chegou a uma plataforma de entendimento universalmente aceite.
O que se está a passar com as bibliotecas digitais, deve ser seguido atentamente.
As pessoas necessitam de sentir confiança no negócio, antes da tomada de decisão.
Entretanto e pelo que me é dado observar, o número de concertos cresceu nos últimos 10 anos, fala-se na construção de auditórios e a Internet não prejudicou minimamente essa tendência.
Correcaminhos

 

publicado por Correcaminhos às 16:12
sinto-me:
...mangue, manguezal é um local onde tem muitas árvores em áreas úmidas com muito barro. também conhecido popularmente no Brasil como "zona do baixo meretrício".
acho que a música quis se referir nessa última opção. beijos...excelente final de semana.Ritoca
(http://www.atequeenfim.festim.net)
(mailto:ritoca1@ig.com.br)
Anónimo a 2 de Setembro de 2005 às 19:33
desculpa a demora pela resposta...muito serviço.
adorei seu blog...parabéns!
Infelizmente tem pessoas que não sabem usar a internet...algumas pessoas sentem-se inseguras.
você não entendeu a letra da música?
fico feliz com cada visita nova. apareça sempre.
beijos.Deus te ilumine.Ritoca
(http://www.atequeenfim.festim.net)
(mailto:ritoca1@ig.com.br)
Anónimo a 1 de Setembro de 2005 às 20:51
Pesquisa no Blog
 
Quem Somos
CORRECAMINHOS
Blog de Música
email: correcaminhos@sapo.pt
criado em 12 de Julho de 2005
Funchal, Madeira, PORTUGAL
Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
29
30
últ. comentários
Tracey Ullman, no ano de 1984.
Tive uma banda de punk rock na adolescência, adora...
Ei! Preste atenção, o que você diz ser música na v...
Boa noite, o meu filho participou no casting de Ma...
Há muitos países na Eurovisão que nem sabem que Po...
Posts mais comentados
8 comentários
8 comentários
6 comentários
6 comentários